4 possíveis tendências para a educação no pós pandemia

Quinta, 22 de Julho de 2021

Por muitos anos, apesar das evoluções, a educação manteve a mesma base nas escolas: professor, quadro, livro e aluno. Se algum estudante tirasse o celular do bolso era motivo de advertência ou até suspensão. A tecnologia não era bem vinda no âmbito da escola (a não ser nas aulas de informática). Contudo, essa visão de educação vem mudando e tomou sua nova forma de forma inesperada e um tanto radical.

A chegada do COVID em nossas vidas nos fez mudar a nossa rotina, a forma como trabalhamos, compramos e estudamos. Por conta do isolamento necessário, precisamos procurar novas alternativas para manter em dia o aprendizado que antes era compartilhado em sala de aula, com professores e colegas de turma. Agora, a tecnologia passa a ser quase que um item obrigatório da vida do aluno, deixando de ser motivo para qualquer punição. E, por conta disso, há diversas teorias de tendências para a educação na pós pandemia. Separamos 4 delas que têm mais chance de ficar.

 

Ensino híbrido

 

O ensino híbrido é caracterizado pelas aulas online e também presenciais ao mesmo tempo. Ou seja, o aluno que preferir assistir a aula de forma remota, em casa, é permitido que ele o faça. Porém, se ele preferir ir para a escola para assistir aula com seus colegas e professores, também pode. A questão é proporcionar flexibilidade para os estudantes. Se, por um exemplo, algum aluno precisar faltar por conta da falta de condução, chuvas fortes, seja qual for o problema, ele terá a oportunidade de assistir a aula também de casa.

 

Aprendizagem onipresente

 

Quando as escolas oferecem o ensino online ou híbrido, também possibilitam que alunos que moram longe estudem nela da mesma forma. Esse tipo de aprendizagem onipresente é democrática. Mas claro que há alguns obstáculos a serem vencidos, como: disponibilização de computadores para todos os alunos, assim como acesso à internet.

 

Gamificação

 

A cultura dos jogos é algo bastante presente no cotidiano de muitos alunos, principalmente os que se intitulam geeks. Porém, é uma área a ser explorada para proporcionar a todos uma educação mais dinâmica e interativa. A ideia aqui é elaborar jogos com pontuações e relacioná-los às matérias que for ensinar em sala de aula. Essa pode ser uma boa forma de estimular os alunos a participarem e estudarem.

 

Tecnologia

 

Presente em todas as tendências que já falamos, a tecnologia estará sempre na vida do estudante. Nem sempre para transmitir uma aula, mas também para que eles possam ver vídeos explicativos, fazer provas, conversar com nativos de outros países, enfim, desfrutar da melhor forma que for possível.

 

Essas são só algumas das principais questões que podem virar tendência sem a pandemia. E você, já pensou no que vai virar tendência na área da educação?